sábado, 5 de março de 2011

Paulo Cezar Barros - O PC


                         
O baixista que gravou todas estas canções:

Ana Carolina – Quem de nós dois. OBS: Única gravação que o Pc fez com baixo de 5 cordas.
Amelinha – Mulher nova, bonita e carinhosa
Angela RoRô – Amor, meu grande amor
Belchior – Um rapaz latino americano
Balão Mágico – Super fantástico
Cassiano – A Lua e eu
Erasmo Carlos – Festa de arromba
Elba Ramalho – Banho de cheiro
Fábio Júnior – Pai
Gal Costa – Festa do interior
Gilberto Gil – Esotérico
Ivan Lins – Eu Sabia
Lincon Olivette – Eva

Maria Bethânia –Brincar de viver
Marina Lima – Nosso estranho amor
Roberto Carlos – Detalhes – Quero que vá tudo pro inferno
Raul Seixas – Ouro de tolo--Eu sou a Mosca
Sidney Magal – Se te agarro com outro, te mato
Tim Maia – Me dê motivo do cd Soul Tim
Wanderléa – Pare o casamento
Wando – Moça
Zizi Possi – Asa Morena
Todos esses sucessos têm algo em comum, o baixo de Paulo Cezar Barros, o PC

As geniais e bem timbradas linhas deste carioca fazem a trilha da história do baixo elétrico brasileiro ao lado de artistas das mais variadas vertentes. Além de ser o baixista, ele era vocal solo da banda Renato e seus Blue Caps, uma das mais famosas da Jovem Guarda, e a muitos anos grava a maioria das trilhas da Rede Globo,como as vinhetas da novela Ti-ti-ti.

9 comentários:

  1. Demais Cláudio! Agora é correr atrás das gravações do cara. Uma entrevista excelente, hitórias interessantes e detalhes do set-up do PC, o que sempre agrada aos baixistas. Parabéns e viva o PC!

    ResponderExcluir
  2. Cláudio, o cara é um monstro, hein???
    Muito boa a matéria, parabéns.
    Grande abraço.
    jota júnior.

    ResponderExcluir
  3. Cláudio, parabéns pela matéria. Realmente muito válida e oportuna a homenagem.
    Grande abraço e nos vemos no Contrabaixo BR.

    cristianosantos

    ResponderExcluir
  4. Fantástica essa história, uma aula de vida e música!
    Obrigado Claudio por essa homenagem e por compartilhar conosco tal "patrimônio" musical!
    Forte abraço!
    Davi Motta

    ResponderExcluir
  5. Claudião!

    Que belo blog vc fez, parabéns!

    Muito legal a matéria do PC, o cara é um monstro1

    Abs,
    Vitor Lambert

    ResponderExcluir
  6. Que talento tem esse PC !,saudades dos tempos do Renato.., desde a minha juventude curto estes caras, em especial a voz do Paulo, que sempre pensei fosse a do Renato. Na minha adolescência vi o Renato e seus Blue Caps, em Lins, minha cidade, era um evento na melhor escola da cidade ( ainda é !! chama se Instituto Americano de Lins ),o evento tratava-se de uma feira de Ciencias, e eles estavam lá tocando, nossa, quanta saudade, hoje aos 52 anos, continuo curtindo a melhor musica, infelizmente hoje tem muito lixo, então vivemos mais de lembranças, tenho lido muito sobre o P.C., sou baixista frustrado,mas cada um na sua !!, sempre reconheci o baixo nas musicas do RC.,nos bons tempos, agora....deixa pra lá...voltando ao PC. Cara, faz uns eventos em São Paulo, da essa chance pra gente, poder te aplaudir em pé !! Parabens pelo site amigo !!!, é isso ai, temos de dar o devido valor a quem tem !!!

    ResponderExcluir
  7. Fui aluno do PC, sem ele saber...rsrsrsrs sempre ouvi o RC, copiava as linhas do baixo, e nem sabia quem tocava. Eu soube por ele mesmo quando ainda tinha o orkut.O lp "o INIMITÁVEL" do RC, foi um marco para mim..trouxe muita coisa da "motown"...aquelas cromáticas de aproximação, eram o máximo pra mim na época! Viva o PC..viva o bom contrabaixo... Obridado por essa matéria. abraços

    ResponderExcluir
  8. Tive a chance de conhecer o PC pessoalmente...na década de 80 (1980, 1981, 1982) a banda dele e do irmão - Renato e seus Blue Caps - fizeram vários shows no PR e no MS...eu era um garoto que tocava em uma banda de baile e os Blue Caps usavam nosso equipamento. A gente abria, tocava uma hora e meia, eles entravam e faziam mais uma hora e meia e a gente encerrava. Lembro até hoje (e me emociono) quando pedi ao PC a chance de tocar no bass dele...esse Precision que está na foto. O PC, humildemente me pediu duas coisas: que eu virasse a fivela do cinto (prá não marcar as costas do bass) e que ele pudesse tocar no meu bass (um Giannini, cópia do Fender Jazz Bass, que aqui era chamado Stratosonic Bass)...lição de vida. Sem contar que ele mesmo fez um chá de limão e me deu, pq eu estava com uma virose. Grande Paulo Cezar Barros...grande homem, grande músico, grande baixista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah este PC é um exemplo de pessoa, Se não bastasse isso, ainda canta e toca divinamente bem...E ainda tem uma neta exemplar (Luisa Prochet) que participou do The Voice Kids da Globo e recentemente participa do noco DVD da Ivete Sangalo...

      Excluir